Na mais absurda inversão de valores, Marun pede o indiciamento de Janot

Em mais uma demonstração de fidelidade a Michel Temer, o deputado Carlos Marun pediu nesta terça-feira (12), no relatório final da CPI da JBS, o indiciamento do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot.

O ex-procurador-geral da República é acusado pelo relator do cometimento dos crimes de prevaricação, incitação à subversão e calúnia ou difamação do Presidente da República. O ex-PGR também deve responder por abuso de autoridade.

É evidente que isto foi previamente combinado com o próprio Temer.

Aliás, esta CPI da JBS foi um tremendo engodo, protagonizado por todos os seus membros. Tudo previamente negociado e combinado.

Marun, deputado envolvido em crimes de improbidade administrativa e corrupção, fez às vezes de mero ‘testa de ferro’ do presidente da República, como denunciou o senador baiano Otto Alencar.

A conclusão de Marun em seu relatório foi no sentido de que as duas denúncias de Janot contra Michel Temer foram infundadas.

Certamente, ele não ouviu as gravações.

Tem que manter isto...

Lamentável!

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça