Se preso no dia 25 de janeiro, Lula vai se deparar com o STF e o STJ em férias

Tudo indica que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deverá se retirar do Brasil na segunda quinzena de janeiro de 2018.

Lula já foi alertado nesse sentido pelo ex-ministro da Justiça de Dilma, Eugênio Aragão.

Em 24 de janeiro, data marcada pelo TRF-4 para o julgamento, o Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ) estarão em férias, logo, em caso de prisão do petista, qualquer medida recursal ficará nas mãos das presidentes das duas cortes, respectivamente as ministras Carmen Lúcia e Laurita Vaz.

Ou seja, aqueles ministros mais acessíveis, amigos do PT, não estarão aptos para reverter uma eventual medida restritiva da liberdade de Lula.

Nesse caso, será melhor fugir, possivelmente para a Venezuela, do ‘irmão’ Maduro.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça