A única verdade na saúde é que estão matando nossos pacientes

Chega a ser revoltante ver as declarações do ministro da saúde, Ricardo Barros, que ao tentar defender-se do indefensável, inventa uma desculpa mais do que esfarrapada: " Nós não sabíamos, não nos informaram desta grave situação por que...".

A forma desrespeitosa com que o cidadão brasileiro está sendo tratado, principalmente  quando precisa de tratamento de saúde no SUS, é mais do que cruel, é criminosa.

Nos meios de comunicação sobram denúncias:

• Pacientes que há décadas esperam por cirurgias importantes estão morrendo nas filas de espera do SUS;
• Tratamentos de câncer que não se iniciam ou são suspensos e/ou interrompidos temporariamente por falta de medicamentos quimioterápicos, cirurgias e/ou aparelhos de radioterapia;
• Falta de antibióticos, fios cirúrgicos, leitos de UTI e de enfermaria, dentre outros problemas graves.
"Desconhecer" a realidade da saúde pública brasileira, exime o ministro da saúde do país de suas responsabilidades para com o cidadão doente que precisa desesperadamente de tratamento?

Isso é inadmissível. Isso é uma pouca vergonha.

Alguém está sendo incompetente, irresponsável, omisso e/ou desonesto neste processo.

Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Siga-nos no Twitter!

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas