O café da manhã com Lula...

'Eu tenho a tranquilidade de que vou ser absolvido porque para um cidadão ser condenado ele tem que ter cometido um crime. E não tem. É por isso que eu tenho desafiado a Polícia Federal, o Ministério Público da Lava Jato, a mostrarem uma única prova. Eu não peço duas. Eu peço uma.

Na verdade estamos vivendo uma anomalia jurídica e política. Esse processo começou com uma mentira de um jornal, de uma revista, que foi transformada num inquérito pela Polícia Federal. O resultado do inquérito é mentiroso. Foi enviado ao Ministério Público, que mentiu e fez uma acusação. E o Moro aceitou a mentira.'

(...)

"Eu tenho até o dia 24 para esperar que alguém diga qual foi o crime que eu cometi. E dizer que o apartamento [tríplex] é meu. Me entrega a chave. Quem sabe a nossa próxima conversa será na sacada do apartamento, tomando sol. Enquanto não for, por favor, parem de mentir a meu respeito."

(...)

"Como eu acho que eu vou ser cada vez mais inocentado, eu acho que no final vai prevalecer o bom senso nesse país. Como eles podem tentar evitar que um velhinho de 72 anos de vida, energia de 30 anos e tesão de 20 seja candidato? Não é possível. É tanta coisa boa junta que eles têm que deixar, porra. Ainda mais um cara que tem um otimismo, sozinho, que todos não tem juntos."

(...)

"Se tem uma coisa que eu tenho de sobra é caráter. E não vou permitir que um juiz me chame de ladrão, ou um promotor. Eles têm que ter uma prova. Se não tiver, se pegarem essa gente toda e fundir numa prensa, não dá um cara mais honesto que eu."

(...)

"Eu duvido que tenha na história do Brasil um presidente ou um partido que tenha tomado as providências que nós tomamos para combater a corrupção. Eu espero que a história um dia faça justiça ao PT. Desde a proclamação da República não fizeram o que fizemos em apenas 12 anos."

(...)

"Se as pessoas estão acostumadas a lidar com quem não tem caráter e honra, eu tenho. Porque caráter não está à venda. Não adianta ir para Miami que não encontra. A gente tem de berço. E eu tenho de sobra."

(...)

"A minha vontade é sair com o meu atestado de inocência no dia 24. Se não for nesse dia, recorrer. Porque eu não vou passar para a história como um inocente condenado. Eu prefiro moralmente condenar quem me julgou, condenar parte da imprensa que mentiu três anos seguidos contra mim."

(...)

"Esse Dallagnol não tem tamanho para fazer o que ele está fazendo. Aquele power point, ele deveria ser exonerado a bem do serviço público.

O cidadão que fez três anos de concurso, ganha R$ 30 mil [por mês] para falar uma mentira daquela para a sociedade brasileira? Esse cidadão deveria ter sido exonerado. Porque não é possível alguém ganhar tanto do Estado para contar a mentira que ele contou."

(...)

"Você viu como a Gleisi foi agredida ontem no avião. Isso é parte do ódio que foi disseminado neste país.

O ódio que foi disseminado nesse país... eu vou pacificar esse país. Pode estar certa de que eu vou pacificar. As pessoas vão voltar a viver em harmonia. Da mesma forma que um corintiano e um palmeirense podem subir no mesmo elevador, um petista e um tucano podem subir, sem um morder o outro."

(Luís Inácio Lula da Silva, em café da manhã com jornalistas, no Instituto Lula).

É de embrulhar o estômago, tanta hipocrisia.

A mentira virou uma coisa natural, que salta aos olhos tamanha a desfaçatez.

Simplesmente inacreditável.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política