Anitta e a nossa pior favela

No site do G1, avisto uma manchete sobre o novo clipe da cantora Anitta, "Vai malandra " com esse nome, partindo logo de Anitta, já é de se imaginar o que acontece no tal clipe.

O autor da manchete, como era de se esperar, faltou montar um altar para a cantora e sua tal "obra de arte", dizendo que era uma representação fiel do Brasil para o mundo, devido às favelas, ao excesso de erotização, e tudo mais.

Na verdade não é exatamente a música/clipe que retrata nosso país e sim a sua repercussão na nossa sociedade, e sua influência direta no comportamento da população.

É de clipes como esse, que as pessoas, e principalmente os jovens, aprendem a cultuar valores como: Promiscuidade, valorização de desejos meramente carnais como algo bom e indecência explícita.

Não é de se impressionar que apareçam pessoas elogiando e enaltecendo uma coisa dessas, pelo menos no Brasil. O mesmo país que tem 60 mil mortes por ano, o mesmo país em que as classes políticas e jurídicas estão em descrédito.

Quando vemos clipes que enaltecem a imoralidade explícita, percebemos o porquê de tudo que vivemos.

O clipe de Anitta representa mesmo o Brasil, mas não pela a favela ao fundo. Mas sim pela favela cultural em primeiro plano, esta sim, é a nossa pior favela.
___________


___________
Mais artigos de Dimas Márcio podem ser encontrados neste link: CLIQUE AQUI
Siga Dimas Márcio no Facebbok: CLIQUE AQUI

Dimas Márcio

Articulista

Siga-nos no Twitter!

Mais de Dimas Márcio

Comentários

Notícias relacionadas