O CNJ irá também investigar a acusação de corrupção feita por um magistrado?

Uma acusação extremamente grave foi feita por um magistrado contra um ministro do Supremo Tribunal Federal.

E justamente contra Gilmar Ferreira Mendes, aquele tem sido muito questionado por suas decisões, sempre agindo em benefício de pessoas abastadas envolvidas em casos escabrosos de corrupção.

No áudio veiculado exaustivamente nas redes sociais, o juiz Glaucenir Oliveira, que atuou no caso do ex-governador Antony Garotinho e de sua esposa Rosinha e mandou prender os dois, acusa de ter havido ‘mala grande’ na soltura de Garotinho e na retirada das restrições impostas a Rosinha.

Observe-se que a decisão do magistrado de Campos (RJ) havia sido mantida de maneira unânime pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

Diante desse quadro e da acusação lançada, o próprio Gilmar Mendes requereu ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que investigue se o seu acusador é realmente o juiz Glaucenir Oliveira, pois classifica o que foi dito no áudio como calúnia.

Resta saber se as investigações do CNJ irão se restringir a isto ou se as acusações supostamente desferidas pelo magistrado contra o ministro também serão investigadas.

A sociedade de uma maneira generalizada está fatigada com a atuação desse homem, que se considera supremo e que se acha livre para fazer o que bem entende sem dar satisfação a ninguém.

O povo brasileiro paga o salário de Gilmar Mendes, quer ele queira ou não, ele também deve satisfação de seus atos e atitudes.

Para tanto, a sociedade precisa exigir o seu direito.

Gilmar Mendes não é o dono do Brasil, mas infelizmente se porta como se fosse.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça