Advogado expõe na rede diálogo com pai que pretendia “atormentar” a ex-mulher e caso viraliza

A publicação do advogado Rafael Gonçalves viralizou nas redes sociais.

Ele expõe um diálogo que teve com um pai que pretendia propor uma ação de guarda compartilhada contra a ex-mulher, apenas para atormentá-la.

Rafael relata o porque de não defender alguns pais que pedem por guarda compartilhada ou total do filho.

A maioria não está pensando no bem estar dos filhos, mas simplesmente pretende exercer um tipo de 'tortura psicológica' contra a ex-mulher.

Abaixo, o diálogo do advogado como o tal ‘pai’ e na sequência as explicações do causídico, onde relata os motivos que o levaram a rejeitar a causa.



As explicações do advogado:

"Esse é um dos motivos pelo qual eu raramente advogo para "pais". Na maioria das vezes, o foco deles é torturar psicologicamente a mãe do seu filho, com ações descabidas. 
Me recuso a chamar esse indivíduo de pai. Um homem que paga uma miséria de pensão, vê o filho a cada 15 dias, e diz não se importar com o valor dos honorários para entrar com um pedido de guarda compartilhada que certamente ele não cumprirá, é um bosta! Ao invés de usar o dinheiro com o filho, prefere gastar para atormentar a mãe, que certamente está em um novo relacionamento.
Isso acontece diariamente, e mãe nenhuma deve temer esse tipo de homem. Não se abalem, pois nessas condições, juiz nenhum concederá guarda compartilhada. Vão pra guerra e derrubem o inimigo!
PS: Se os pais acham que a merreca que dão está sendo gasto de forma errada, basta pedir prestação de contas. Mas passarão vergonha na maioria das vezes!
Só não vou expor o número e cara do indivíduo, porque estamos procurando dados para identificá-lo, e conseguiremos!
Rafael Gonçalves 
Advogado"

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade