Abaixo a tese das “Marias do Rosário”

O problema da segurança nunca vai ser resolvido com efetivo, equipamentos, cursos, humanização da polícia.

As cabeças "pensantes" vivem dizendo, depois de comparações esdrúxulas com outros países onde há lei, que temos que fazer como os EUA, por exemplo.

No Brasil, o sujeito mata, estupra, rouba e na prática fica preso alguns anos. Nos EUA, todos podem andar armados, mas se matar alguém, que não seja em defesa própria ou do seu patrimônio, no mínimo sabe que é perpétua.

Quando as teses das "Marias do Rosário" deixarem de ser praticadas aqui e houver leis que priorizem a vida, isso mudará, caso contrário, nada mudará e colocar na conta da polícia é mais fácil.

(Texto de Luiz Alves da Silva, ex-policial do BOPE)

da Redação

Comentários

Mais em Manifestação do Leitor