MST está proibido de fazer algazarra em Porto Alegre

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) não vai permitir que o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) monte qualquer tipo de acampamento em áreas próximas a sede da corte, em Porto Alegre (RS).

A decisão tem validade no período compreendido entre 29 de dezembro de 2017 até o dia 27 de janeiro de 2018.

O julgamento de Lula, como se sabe, está marcado para o dia 24 de janeiro.

Todas as áreas próximas ao tribunal estão incluídas na proibição, inclusive o Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, onde o MST pretendia armar suas barracas.

Outras medidas também estão sendo providenciadas para evitar qualquer tipo de farra próximo ao TRF-4, como passeatas e outras manifestações políticas.

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça