Que Venha 2018!

Oh, esperança...

Campo Grande, 31 de dezembro de 2017

Mais um ciclo cumprido no calendário solar.

É exatamente na metade do meu 48º ciclo que, como uma graça, uma bênção, recebo o privilégio de dirigir-lhes meus votos de gratidão e esperança.

Gratidão a cada um dos seres que me inspiraram a luta deste tão difícil período que cessa. Sem dúvida alguma, o mais duro pra mim, até aqui. Houve vários momentos que me vi prestes a desmontar. Sentar e chorar? Bah.. Várias vezes, como uma criança que se sente injustiçada, judiada por alguma outra criança bem mais forte, brava e meio doida...

Tenho plena consciência que muitos anjos velam nossa caminhada. Gente de carne e osso e gente de forma bem mais sutil. Os outros seres, verdes ou floridos, cheirosos ou gostosos; encarnados, peludos e amados, seres de luz e calor, todos que compõe conosco o pulso vivo na Terra, sob ela, e sobre ela.

Poder estar aqui e convosco, de braços dados e mentes unidas, pelo amor, é privilégio.

Por tudo isso, sou grato.

Hoje, vendo tudo que superei, os degraus se me apresentam ainda não superados, a consciência da dureza das provas, só me faz sentir orgulhosamente esperançoso.

Orgulho de quem recebe a prova, consciente de que somente os que tem potencial de êxito, as recebem. Esperançoso e ativo, me faço, amealhando incessantemente os meios e a humildade necessária a superá-las, de modo que a cada gol feito, eu grite, pra dentro, em prece.

Sinto-me feliz – bem-aventurado – pois acho que chego ao fim deste ciclo, um tico melhor do que entrei. Mais... amaciado!

Por tudo o que vivi, bem ou mal-e-porcamente, agradecer a 2017, penso, é mais importante que desejar seja lá o que for pra 2018.

Pois foi difícil, mas me fortaleceu... não foi dessa vez, um dia talvez, jogue sim a toalha. Por ora, uso-a pra secar o suor que abunda, as lágrimas que correm... de gratidão.

“O futuro a Deus pertence”.

Obrigado a todos vocês, por coexistirem o Planetinha no mesmo tempo que erro por aqui.

Obrigado...

Boooraaaaa!!!!

João Henrique, o Burro Velho, o jornalista, o Dogwalker... o seu amigo.

João Henrique de Miranda Sá

Jornalista independente em Campo Grande - MS.

Siga-nos no Twitter!

Mais de João Henrique de Miranda Sá

Comentários

Notícias relacionadas