Dória recua novamente e diz que vai respeitar decisão da Câmara

Um pequeno fato, que poderia ter sido resolvido com facilidade, poderá significar a desmoralização do prefeito de São Paulo, João Dória Júnior.

O prefeito literalmente ‘amarelou’.

Desde o início de sua gestão fazendo esforço para se apresentar como o ‘anti-Lula’, Dória acaba de assistir passivamente a bancada petista manobrar e conseguir a aprovação de uma homenagem a ex-primeira dama Marisa Letícia, esposa do ex-presidente Lula e cúmplice de inúmeros crimes cometidos pelo petista.

Uma negociação entre os vereadores, que o prefeito deveria ter impedido, acabou por aprovar o nome de dona Marisa para um viaduto na região do Santo Amaro, em São Paulo.

O fato sem dúvida é uma lastimável derrota para Dória.

A sanção ao projeto foi feita pelo vereador Milton Leite, presidente da Câmara no exercício do cargo de prefeito, em função de viagens de João Dória e do vice Bruno Covas.

Ao chegar de viagem o prefeito cancelou a inauguração e um vereador da bancada da situação entrou com um novo projeto de lei buscando anular aquele que homenageou a falecida.

Nesta segunda-feira (1º) tudo indica que antevendo derrota na Câmara, o prefeito jogou a toalha e através de nota disse que acatará a decisão da Câmara, não obstante achar injusta a homenagem.

É, sem dúvida, uma grande frustração para o povo paulistano, notadamente em função dos rumores de que o nome da professora Heley de Abreu Silva Batista, que morreu depois de salvar crianças na creche em que trabalhava em Janaúba (MG), seria homenageado no lugar de dona Marisa.

Infelizmente, Dória perdeu autenticidade para atacar Lula.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política