Zanin perde mais uma, desta feita no CNMP para o procurador Carlos Fernando

Nunca na história se viu uma banca jurídica bem paga e badalada, sofrer tantas derrotas consecutivas, sem conseguir nenhum êxito em suas empreitadas.

Todas as ações, recursos e representações disciplinares interpostas por Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, foram derrotadas. Todas, absolutamente todas, sem exceção.

Recentemente, em julho de 2017, a defesa de Lula acionou o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), com uma representação disciplinar contra o procurador da República Carlos Fernando dos Santos Lima.

A investida de Lula contra o procurador teve como base textos com críticas ao petista, publicados por Lima no Facebook.

Nesta terça-feira (2) a tal representação foi considerada improcedente pelo CNMP e enviada para o arquivo.

Noutras palavras, o Conselho Nacional do Ministério Público mandou o material produzido por Zanin e Roberto Teixeira para a ‘lata do lixo’.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Direito e Justiça