Lula vai a Porto Alegre tentar transformar sua condenação em “ato político”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chega a Porto Alegre no próximo dia 22 de janeiro para participar de eventos que estão sendo programados na tentativa de pressionar e intimidar os julgadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que irão julgar o recurso contra a sentença do juiz Sérgio Moro, que o condenou a nove anos e meio de prisão pelo cometimento dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A estratégia com a pressão é conseguir fazer com que pelo menos o desembargador Victor Laus peça vista no processo. Teoricamente, ele é o único que ainda não definiu o seu voto.

Só esse fato será uma grande vitória, pois adiará o julgamento e a definição da condenação em 2ª instância.

Os advogados de Lula, mais uma vez em confronto com a lei, pediram a oitiva de Lula pelos desembargadores. A instrução processual já aconteceu. Não cabe mais a oitiva do réu. O pleito deverá ser negado.

Um absurdo jurídico que visa tão somente dar munição para os ataques insanos nas redes sociais, alegando um suposto ‘cerceamento de defesa’.

É o tudo ou nada do PT, de Lula e de seus trêfegos defensores.

Que essa movimentação petista sirva tão somente para alimentar o senso de Justiça dos julgadores.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça