Morte de fisiculturistas em Caxias (RS) está mal explicada e deve ser investigada

Um caso abalou a cidade de Caxias do Sul (RS) no último dia do ano de 2017.

Um casal de fisiculturistas, Pedro Paulo Santos e Ana Flávia Popsin, morreu em condições que, por enquanto, estão mal explicadas.

O acontecimento chocou a cidade.

O casal era muito conhecido, participava com frequência de competições de fisiculturismo a nível nacional. 

A mulher teria sido vítima de afogamento no Rio São Marcos, localizado na divisa entre Caxias do Sul e São Marcos.

O marido, antes do suicídio, relatou o que supostamente teria acontecido com a esposa.

Veja o post:



Infelizmente, o relato do marido não é convincente, o que tem despertado a fundada suspeita de homicídio, seguido de suicídio. Ou até mesmo, um duplo homicídio, o 'crime perfeito'.

A suspeita em relação ao relato de Pedro Paulo teve como ponto fundamental o seguinte trecho da postagem.

Veja e faça a sua análise:
“Abaixo da usina, num poço fundo, ela caiu não consegui salvá-la. Fiz de tudo, mergulhei, joguei ela pra cima e APAGUEI, também fiquei desmaiado, minutos afogado.”
No poço em que a esposa caiu, seria difícil sobreviver após um desmaio, como relata o marido.

Na sequência, mesmo em tese debilitado com a força despendida, ele deixou um capacete marcando o lugar onde estaria o corpo da esposa, subiu em sua moto, foi em casa, fez a postagem e se suicidou.

O revólver já estava pronto para o cometimento do suicídio. Muito estranho. Parece algo premeditado.

Pedro era muito forte, sem dúvida, é possível que o seu relato seja verdadeiro, mas tudo deve ser esclarecido tecnicamente. A polícia tem essa obrigação.

A sociedade e a família têm o direito de saber a verdade.


da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia

loading...