Mega-Sena da Virada, o engano e a flagrante falcatrua

Você que está iniciando a leitura desse texto, por acaso acredita que um sujeito, por engano, fez o mesmo jogo em três cartões distintos e assim teve três apostas vencedoras, numa mesma lotérica na Mega-Sena da Virada?

E quem é o sortudo?

E as outras 14 apostas vencedoras? Todas elas realizadas em pequenas currutelas. Alguém conhece os ganhadores?

Fica difícil duvidar de inúmeros ‘boatos’ que dão conta de que as loterias da Caixa não merecem o mínimo de credibilidade.

Inúmeras já foram as denúncias e no limiar de 2018 querem que acreditemos que um ‘abestalhado’, por engano, jogou três vezes o mesmo cartão e justamente esse foi a aposta premiada.

Parece evidente que o lapso foi na falcatrua, na distribuição dirigida dos cartões premiados.

Nada justifica a Caixa não divulgar o nome dos vencedores, alegando motivos de ‘segurança’.

Em todos os demais países do mundo onde se realizam loterias, o vencedor tem o seu nome divulgado, é festejado e todos ficam sabendo.

Só no Brasil é diferente.

Projetos de lei já tramitaram na tentativa de que se tornasse obrigatório a divulgação dos nomes dos vencedores, mas foram esmagados por um ‘lobby’ oculto, mas muito forte, que transita nas esferas do poder.

O brasileiro, por sua vez, otário e de boa fé, continua acreditando, rezando e orando para que um dia seja o felizardo.

Só com muita fé e sorte...

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias