A desfaçatez de Gleisi sobre o pedido de Marchezan, ela fala em “medo do povo”

A senadora Gleisi Hoffmann, na busca insana por holofotes, taxou de ‘inacreditável’ o pleito do prefeito de Porto Alegre (RS), Nelson Marchezan Júnior, que em ofício dirigido ao presidente da República Michel Temer, solicitou a presença na cidade do Exército e da Força Nacional, no sentido de reforçar a segurança contra a baderna programada por militantes do PT e supostos movimentos sociais como o MST e a UNE, no dia 24 de janeiro, quando será julgado o recurso de Lula.

A petista ainda disse em tom de insulto: ‘É muito medo do povo’.

Que povo, Gleisi?

A militância do PT não representa o povo, nem tampouco a vontade popular.

O MST não representa nem mesmo os ‘sem terras’ e a UNE está longe de representar os estudantes.

Muito pelo contrário. A maioria do povo brasileiro quer Lula na cadeia. MST e UNE, por dinheiro, foram abduzidos pelo PT.

Gleisi, por sua vez, há poucos dias, teve que deixar uma clínica médica pelo subsolo, para não ser vaiada. Puro medo do povo.

Aliás, Gleisi, amedrontada, desistiu de tentar a reeleição para o senado, pois sabe que não tem chances e pelo ‘foro privilegiado’ vai buscar uma vaga na Câmara, também com chances remotíssimas de êxito.

Gleisi, além de medo do povo, tem medo do Moro.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política