A desembargadora agindo à margem da Lei (Veja o Vídeo)

Nas mega festas rolava de tudo, drogas, orgias e um barulho ensurdecedor.

O ambiente também era utilizado para que o rapaz realizasse negócios e negociatas no submundo do crime.

Difícil acreditar que a magistrada não tivesse conhecimento ou pelo menos desconfiasse da vida torta do filho, entretanto nunca tomou qualquer providência, até cedia o imóvel para as ‘loucuras’ de seu garoto mimado e drogado.

No dia 8 de abril do ano passado, Breno foi preso em flagrante com 129 quilos de maconha e 270 munições, além de uma arma sem autorização.

Breno Fernando Solon Borges, o filho da desembargadora, de acordo com as investigações, é membro de uma organização criminosa especializada no contrabando de armas.

Além da prisão em flagrante, Breno tinha contra si um mandado de prisão preventiva por outro crime, o resgate de um detento na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande. Ou seja, o rapaz notadamente enveredou pelo mundo da criminalidade.

Mesmo assim, a mãe foi lá no presídio e na marra, fazendo ameaças, usando de seu poder, tirou o ‘filho-bandido’ da prisão.

Finalmente, o Ministério Público denunciou essa autoridade que, a título de início de punição, deveria, no mínimo, ser afastada imediatamente dos cargos que ocupa. Um, deles, o de presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul.

No entanto, estranhamente, ela continua detentora de muito poder.

Isto é lamentável.

Abaixo veja o vídeo:


___________

___________

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça