Documentário petista que denuncia o “golpe” foi financiado pela Rede Globo

No período de 15 a 25 de fevereiro durante a mostra Panorama da 68ª edição do Festival de Berlim, um dos longas brasileiros que estará participando será ‘O Processo’, o filme que revela que o impeachment de Dilma Rousseff tratou-se de um golpe.

É esta a visão retratada no documentário da cineasta Maria Augusta Ramos, uma brasileira que desde 1990 mora na Holanda.

Inclusive, a própria Maria Augusta diz que tem uma opinião bem definida sobre o impeachment de Dilma Rousseff. Para ela, tratou-se de um golpe. 

Para preparar a produção, a cineasta confessa que assistiu às reuniões da defesa da ‘presidenta’.

“Assisti às reuniões do José Eduardo Cardozo com os assessores e dos senadores da esquerda, do PT e PC do B. Então, tem todos os bastidores do impeachment. Filmamos todo aquele processo que acontece no Congresso, com as comissões e tudo. Mas os argumentos da direita e de quem defendia o impeachment também estão contemplados nas comissões e sintetizados em 2 horas e 15 minutos de projeção”, garante Maria Augusta.

Tudo estaria normal, não fosse por um aspecto no mínimo extremamente curioso. O documentário ‘O Processo’ foi financiado pela Rede Globo.

Ou seja, fica evidente que os efusivos discursos petistas contra a emissora não passam de mera dissimulação.

Afinal, durante os governos petistas a Rede Globo se lambuzou nas fartas verbas publicitárias.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Denúncias