Wagner Moura reaparece, critica o PT e prepara “encomenda” para a direita odiar

O ator Wagner Moura em julho de 2017 abandonou definitivamente o Brasil e o PT, indo morar em Los Angeles, na Califórnia (EUA), a segunda maior cidade americana, a ‘Cidade dos Anjos’, um centro mundial de negócios, entretenimento e cultura, ideal para tentar alavancar sua carreira internacional.

O ator praticamente rompeu seu vínculo com a política nacional, haja vista o enorme número de fãs que perdeu em função do apoio dedicado aos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

Sobre seu próximo filme, diz que não ficará pronto antes das eleições, mas ficará pronto para ser “odiado pela direita e criticado pela esquerda”.

Wagner Moura vai estrear como cineasta com um filme sobre a vida do guerrilheiro de esquerda Carlos Marighella.

Desta feita, questionado sobre política, ele afirma: “Sempre achei boba a defesa cega que se faz do PT”, certamente admitindo os erros e os crimes cometidos pelo partido.

Entretanto, ele entende que “negar a Lula o direito de se candidatar é compactuar com o golpe”.

É a incoerência.

Lula tem o direito de ser candidato, desde que preencha os requisitos que a lei exige.

Lula não está acima da lei.





da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política