O primeiro cadáver do PT na Lava Jato

Morreu o primeiro delator assassinado, membro do Partido dos Trabalhadores.

Trata-se do empresário José Roberto Soares Vieira, o ‘Roberto do PT’, executado dentro do carro com nove tiros disparados por um pistoleiro em frente à sede de sua empresa, em Candeias (BA).

Roberto do PT havia delatado o esquema dois meses antes de seu assassinato. 7 milhões em propina haviam sido repassadas ao PT.

Foi vingança!

O juiz Sérgio Moro já determinou que Polícia Federal investigue o caso e diante das informações que a PF já possui, fatalmente irá chegar aos autores do crime. Assim despachou o magistrado:

“Não se pode excluir a possibilidade de que o homicídio esteja relacionado a esta ação penal, já que, na fase de investigação, o referido acusado aparentemente confessou seus crimes e revelou crimes de outros”.
A polícia, por sua vez, não tem dúvida e um delegado que investiga o caso declarou:
“Temos a certeza de que esse crime está ligado à Lava Jato. É a primeira execução de um delator do maior escândalo de corrupção da história do país.”
É, sem dúvida, mais um cadáver do PT, o Roberto do PT.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Direito e Justiça