Graziano, a serviço de Lula, concedeu honraria a Maduro por sua “luta contra a fome” (Veja o Vídeo)

Não se enganem com José Graziano da Silva, o atual diretor-geral da FAO, organização da ONU para a Agricultura e Alimentação.

Ele foi literalmente plantado na entidade e está a serviço de Lula, para o que der e vier, inclusive num projeto de fuga.

Graziano não tem isenção para dirigir um organismo com a envergadura da FAO.

Todo esse esquema da viagem de Lula à Etiópia, foi sim combinado no momento em que o petista tomou conhecimento de que teria o seu recurso julgado pelo TRF-4 no último dia 24. Até então, a agenda de Lula previa que janeiro seria dedicado a sua tal ‘Caravana Lula pelo Brasil’, na região Sul. Houve uma mudança repentina.

O forte vínculo e subserviência de Graziano com o PT – aliás, Graziano é petista – e com essa dita esquerda da América Latina fez com que ele, cumprindo ordens de Lula, concedesse ao tirano Nicolas Maduro uma honraria, pasmem, por sua ‘luta contra a fome’.

A postura de Graziano é infame. Condecorou um notável tirano, que está matando o seu povo, com um diploma de estadista.

Veja o vídeo:

Este fato é um seríssimo alerta.

Alguém duvida que Graziano pode ser uma peça importante numa eventual fuga de Lula?

E não tenham dúvida, o evento na Etiópia foi armação previamente combinada entre Lula e Graziano e foi tratado entre os dois como um ‘plano de fuga’, caso houvesse a necessidade.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política