Antônio João acusa ‘homem forte’ da prefeitura de assédio sexual

O empresário Antônio João Hugo Rodrigues, herdeiro de um conglomerado de comunicação em Mato Grosso do Sul, hoje reduzido a um jornal diário de pequena circulação, fez uma seríssima denúncia em seu perfil no Facebook.

AJ acusa um suposto ‘canalha’ que trabalha diretamente com o prefeito de Campo Grande (MS), Marcos Trad, de ‘assédio sexual’.

Ele afirma que o episódio de assédio teria ocorrido no recinto da Câmara Municipal e ainda diz que ‘as mocinhas tem pavor de ir na sala luxuosa do mau caráter’.

Na realidade, a denúncia de AJ é uma acusação canalha, porque não aponta a autoria e ao mesmo tempo joga a suspeita sobre toda a assessoria do prefeito.

Porque faz isso?

O objetivo é claro, desestabilizar a administração, sem se comprometer, pois não dá nomes.

Seria o caso de qualquer um dos assessores do prefeito entrar com uma ação no sentido de exigir que AJ diga a quem se refere.

Não se pode jogar todos na vala em nome de interesses inconfessáveis.

Ao mesmo tempo, a acusação pode não ser verdadeira, visando apenas enxovalhar a assessoria do prefeito, o que é bastante provável.

Lamentável que um homem como AJ, septuagenário, se preste a esse tipo de comportamento.

Deveria ter mais coragem ou real compromisso com a verdade, não se prestar a fazer mera 'fofoca'.





Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Lívia Martins

Comentários

Notícias relacionadas