Matheus Dal'Pizzol

Palpites sobre o oblívio das virtudes

Cafeteria homenageia herói da Segunda Guerra e esquerdistas pedem seu boicote durante invasão (veja o vídeo)

Esquerdistas bradavam "Churchill era racista" e exigiam que estabelecimento "pedisse desculpas à comunidade local"

A cafeteria Blighty UK fica no norte de Londres e é decorada em homenagem ao primeiro ministro britânico, Winston Churchill, um dos grandes heróis do século XX.

Na semana passada, um grupo de nove estudantes de extrema-esquerda invadiu o local exigindo que os clientes presentes o boicotassem, taxando o estabelecimento de “colonialista” e Churchill de “racista”.

No entanto, o tiro saiu pela culatra e a cafeteria foi alvo de uma tempestade de mídia que a levou para o topo do ranking de restaurantes no site de viagens Trip Advisory, chegando a colocação 17 dentre quase 2.000 estabelecimentos. Nas avaliações, muitos usuários tem agradecido aos esquerdistas por terem trazido a cafeteria ao seu conhecimento para que possam visitá-la.

A londrina, Mary H, que estava na cafeteria patriota escreveu sobre como os arruaceiros estragaram sua visita ao café:

Excelentes serviço e cardápio. É uma pena que os jovens esquerdistas preguiçosos desse país tenham estragado meu café com sua intrusão inútil. Eles deveriam fazer valer a educação pela qual pagamos e  enxergar o motivo de termos liberdade de expressão ao invés de viver sob a lei alemã.

O historiador Chris Evans, 47, proprietário do estabelecimento, afirma que os negócios explodiram e que fica encantado com as avaliações.

“Nós temos vendido muitos cafés da manhã Winston e o Trip Advisory explodiu com avaliações 5 estrelas.”
Capaz de enxergar e alertar sobre as ambições de Hitler mesmo antes da remilitarização da Renânia, no oeste da Alemanha, Churchill tornou-se um símbolo do conservadorismo e um exemplo de coragem, sem curvar-se às ideologias ou aos modismos politicamente corretos, como por exemplo o pacifismo. Hoje sabe-se que, se ouvidos desde o início, seus alertas poderiam ter evitado a ascenção de Hitler e mesmo a guerra.

Alguns usuários lembraram que a mesma esquerda que hoje se diz anti-fascista ignora todas as nuances históricas em uma tentativa torpe de demonizar tudo e todos que possam remotamente simbolizar bandeiras “de direita”. Para eles, não importa que Churchill tenha sido um dos maiores responsáveis pela queda do fascismo, o que importa é que ele era um conservador e não pode ser celebrado.

Abaixo você pode conferir aquele que é considerado O discurso do século XX. Proferido em 1940 após a derrota da Grã-Bretanha nas praias de Dunkirk e levando-a a resistência contra o nazismo.

Matheus Dal'Pizzol

Palpites sobre o oblívio das virtudes

Siga-nos no Twitter!

Mais de Matheus Dal'Pizzol

Comentários

Notícias relacionadas