Missão de novo advogado é viabilizar o pacto fechado entre Lula e FHC

A estratégia de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai mudar radicalmente.

Nesta terça-feira (6), ao confirmar sua contratação, José Paulo Sepúlveda Pertence esclareceu em tom crítico, que não tem o estilo ‘agressivo’ de Cristiano Zanin e que não mais será adotada pela defesa de Lula a postura de ‘enfrentamento do Judiciário’.

Pertence é próximo da atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele teria sido a primeira pessoa a sugerir o nome de Cármen Lúcia para Lula, em 2006. São primos, inclusive. 

A missão do novo advogado, que doravante dará o tom na linha da defesa, é viabilizar o acordo fechado entre os ex-presidentes Lula e FHC.

FHC teve uma longa reunião com o ex-prefeito Fernando Haddad na madrugada de quarta (31) para quinta-feira (1º), conforme noticiou o Jornal da Cidade Online (Veja Aqui), onde o acordo foi fechado. Haddad representava Lula.  

O tucano vai trabalhar os ministros sobre os quais tem influência no STF para evitar a prisão de Lula.

A contrapartida de Lula será a desistência de sua candidatura presidencial.

Esse é o plano. Esse é o acordo. Esse é o golpe.

Para isso foi contratado a peso de ouro o advogado Sepúlveda Pertence.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça