Só Poesia:*Perdoe-me*

Por tanto te amar, eu parti Covarde, não lutei por você, Só distante eu percebi Que é impossível te esquecer....

***Perdoe-me***

Por tanto te amar, eu parti

Covarde, não lutei por você,

Só distante eu percebi

Que é impossível te esquecer

De sombras e ecos de ti,

O mundo se preencheu.

Enquanto canta o colibri

Que sem você... Não sou eu.

Minha amada como é bom

Pensar que existo em você,

Qual a pena que me cabe,

Por tentar te esquecer?

Seja qual for eu aceito

Mereço o preço a pagar

Dar-me-ei por satisfeito

Se a ti puder amar

* Fulvio Ribeiro/Juliana Lira*

***Você é....***

Se eu olho o céu, só penso em você...

Quando escuto o mar, é sua voz a sorrir...

A verdade que existe, mora em seus olhos

E a beleza da vida, no seu existir...

Se minha vida escurece,

Você é o luar...

Se me levam de ti

Posso enfim te encontrar...

A mentira real me fez enxergar

Você é tudo, em todo lugar.

Na mente dos bons, eu parti de você

Mas, distante de ti quem pode viver...?

* Fulvio Ribeiro*

***RETALHOS***

Quando o coração dói no peito

A alma chora de aflição

Um querer, uma afeição

Um prazer, um deleit

Uma paixão tão intensa

Com tamanhas emoções

Uma fusão de corações

Uma felicidade imensa

Moras no meu pensamento

Partilhas da minha vida

Não te esqueço um momento

Um incontrolável sentimento

Assim é o nosso amor

Horas de alegria, dias de sofrimento

Quando te comei a amar

O resto, esqueci

Ocupas o primeiro lugar

*Conceição Carraça*

***Sabe meu amor ***

Sabe amor_

Se eu pudesse eu entraria em teus sonhos

apenas para sonha-los junto com você.

O meu amor com tintas mágicas os faria coloridos

Pois neles eu vivo a liberdade de todas minhas fantasias...

E se possível queria ser eu o personagem principal.

Nós dois podemos mesclar os nossos sonhos

conseguimos fazer, a gente se ama.

Assim eu viverei os teus olhos que fascina-me,

que embriagam-me de alegrias.

Ah, como eu quero estar contigo e em ti

te amando calmamente e poder dizer a

mim mesmo, este amor é tão meu.

Deitar ao seu lado e de mãos entrelaçadas

te observar dormindo, sonhando és linda.

Sussurrar enquanto aliso os teus cabelos,

sabe amor, você preenche todos meus anseios e eu te amo tanto, tanto...

Um amor quase inexplicável realmente um quase sonhar.

Poucos sabem amar deste jeito gostoso

da gente gostar de se amar.

*____Joe Luigi*

***Com você***

Quando eu estou com você,

quero que todos os dias 

sejam sempre o agora.

Que as horas não passem 

que sejam eternos os minutos,

parados no tempo.

Quando eu estou com você,

quero o silêncio da noite,

uma imensidão de estrelas,

quero o mais lindo luar.

Ah..quando estou com você

eu quero um coral de anjos

embalando nossos sonhos,

os nossos momentos de amor.

Quando eu estou com você,

eu quero que tudo pare

eternizando este momento.

Quero também que você saiba

que eu sinto demais a sua falta 

mesmo eu estando com você.

*Joe Luigi*

***Versos dispersos...***

Tu és de mim o segredo jamais revelado...

Amei-te em silencio por longo tempo...

Tu me encantaste...roubaste meus suspiros

Poemas e canções...as lágrimas...me trouxeste a insonia...

Acordaste meus desejos que adormeciam desencantados...

Eu só tenho olhos pra ti...queria prender-te em

Meus abraços...inundar-te com afagos...

Sussurrar em teus ouvidos toda esta minha paixão...

E rabisco 

meus avessos nos versos dispersos...

nas paredes frias dos meus desencontros e sonhos desfeitos...

ansiosos ...inquietos...por ti!

Fala-me só por um momento:” Também te quero assim...”

*Celina Vasques*

***AMOR INVENTADO...***

Inventei o amor

Pintei –lhe o rosto com tintas de várias cores...

Rabisquei mentiras, espinhos e ingênuas verdades...

No caminho, vi a lembrança distante de falsos olhares....

Arderam serenos meus anseios pungentes

impregnados de solidão

Gerei um arco íris de mil canções

Entre mim e a paixão existe apenas dúvidas e dor...

Então deixei que fosse apenas um rabisco no papel...

Poemas que faço...ao cair da tarde!

*celina vasques*

***Ah se eu pudesse entender***

Ah se eu pudesse entender 

o que dizem os teus olhos

quando me olhas assim

quando principias em mim

e vais até ao fim de mim

Ah se eu pudesse entender

como são claras as coisas

que queres ver

e como são janelas

essas as da tua alma

Pequenos varandins

em que me lanço

na busca por ti

sempre tentando pertencer

aonde eu pertenço

nesse mundo

que não é o meu!

*são reis*

***Dizer que não te penso***

Dizer que não te penso

quando me ocupas

Dizer que não me és nada

quando me és tudo

Dizer que és o meu fim

quando és o meu começo

Negar a todos que te amo

quando não te esqueço

Ser de mim a tua sombra

e num verso que te faça

ser aquela gota de água

que te trespassa

Dizer que tudo é mentira

quando é verdadeiro

vergar a raiva e a ira

guardar-te no peito 

a tempo inteiro

E se em Janeiro

for tempo de florir

alguma flor que desconheça

guardar nos olhos as tuas pétalas

e na pele o teu perfume

*são reis*

***Lua Sangrenta***

O Céu ficou pequeno, saiu de cena

Uma grande transformação apenas

Lua absoluta em seu perigeu

Crescendo no céu em seu apogeu

A Lua cresceu uma segunda vez

Lua Azul, enchendo o céu

Darei um pulo para alto através

Da linha entre o aqui e o Coliseu

Tão cheia, alta no breu da noite

Lua de Sangue desaparecendo

A vista de todos, Eclipse total!

A Lua nos dá um show sem igual

Avermelhando o céu, distorcendo

O negro, uma manta para o acoite.

*Betânia Uchôa*

***Deixa-me aqui amor***

Deixa-me aqui amor, apenas procurando

O instante perfeito e que eu assim fique.

Com o coração leve, feliz e imaginando,

Uma razão para esse amor, que o justifique.

Deixa-me aqui amor, e busquemos

Esse instante, que o destino assim decreta,

O elo para juntar toda a história que trazemos

Sem retocarmos um fio, ou as arestas.

Pois que sejamos simplesmente água e fogo

Juntando nossa pele, em nossa paixão.

O amor prazeroso dos que amam, satisfação.

Deixa-me aqui amor, pelo som que clamam

Nossas bocas pelo voo em sua exaustão,

Do céu a terra, caindo devagar até o chão.

*Betânia Uchôa*

***Se eu fosse você...***

Olhava o mundo

com olhos de um sonhador.

Da minha vida faria tua

senhora... Meu senhor. Do céu e terra

temporal eu faria.

Ah... Se eu fosse você o

sol eu transformaria em ar...

E se eu fosse você... Do

meu corpo eu

faria mar.

Se eu fosse você?

Nas minhas

curvas eu me perderia.

...Das melodias me faria destino.

Ah se eu fosse você! No meu poder

de mulher me faria menino.

E se a dúvida tentasse neste

grande tremor... Ah! aí eu

faria amor.

Se eu fosse você...Hum.

De mim eu faria deusa e

glamour indo comigo onde eu for.

O meu nome se fosse você

... Seria estrela ao anoitecer

no teu sorriso nasceria ao amanhecer.

Faria o tempo andar ou parar

para comigo todo tempo ficar.

Entregar-me-ia ao senhor

do destino e aos sonhos

me deixaria guiar.

Ah... Se eu fosse você.

*Marisa Torres*

***sonhe...***

solta no ar

numa finitude

indecente

breve

densa como água

escalando vidas

que embalou as vigas

antes roubadas

chore...

tristezas vividas

que escorrem

nos degraus

de flores plásticas

emergem da mente

silencia as correntes

das madrugadas

pulse...

alegrias brancas

batidas frenéticas

de um peito

que dorme

e que consome

ritmos ardentes

olhares contentes

daquelas calçadas

esqueça...

encaixote os finais

borbulhados de nãos

caminhos perdidos

ilusões velhas

rasgando enfim

fotos

vidas

...amarelas

ai então: ame...

explodindo em verdade

semeando gritos

que ecoam em beleza

buscando abrigo

naquele intimo

que se traduz

em canção

poesia

leveza...

e na luz desse teu eu

repleto de um amor que a alma tinge

nem sombras hão de vir

porque esse amor

transparece

pleno revive

e ecoa

como prece... em ti!

*Ka Santos*

"Mãos que tocam,

Mãos que abençoam,

Mãos que acariciam.

Mãos que tocam a Alma,

Que mexem com o coração,

Que despertam emoções.

Com este toque, 

Eu toco o seu Sentir,

E permito, tudo fluir!

Porque da mesma forma,

Você toca a minha Alma; em mim!"

*Gênice Suavi*

***REGADA DE AMOR***

A vida é uma gentileza constante,

Aquela com que você recebe e a com que você oferece.

Encontrar as cores é maravilhoso, mas colorir

Requer uma alma perfumada, um olhar verdadeiro,

Assim as cores tornam-se vivas,

Não para outros, mas para si mesmo,

Reconhecendo-se e valorizando-se perante a vida.

Entendo hoje que meu ontem passou

E que meu amanhã será pleno,

Pois viver com o simples, com a verdade,

Me faz segura de meus passos.

Meu sorriso é inteiro e cheio de ternura,

Não me cabe viver e cultivar sentimentos pequenos,

Sei que posso mais, sei que aprendo todos os dias

E que meu arco-íris eu posso criar em dias de chuva,

Porque sou regada de amor.

*Adriana Leal*

***VÁ QUE ACONTEÇA***

Talvez eu não faça tanta falta,

Ou quem sabe até, nenhuma.

Mas, se de repente, sei lá!

Vá que aconteça,

De bater alguma saudade,

E você quiser saber de mim.

Certamente, eu não estarei longe,

Porque, se eu estiver em seu pensamento,

Basta apenas que tu olhes por dentro,

E verás, no mesmo instante,

No mesmo momento,

Que eu sempre estive lá,

Bem dentro, do seu sentimento.

*Elciomoraes*

***Quando o tempo parou***

Parei para pensar,

Encontrar algumas respostas.

Olhei o relógio.

Vi o tempo passar.

Por um tempo,

O tempo parou.

Por outro lado mostrou

Ensinou-me a ensinar.

Corrigir em vez de lamentar.

Olhei os pássaros,

Fechei a porta do meu quarto

Pra ninguém notar,

Que meu coração também queria voar.

Escrevi algumas cartas.

Outras, preferi guardar,

Pois quem pode compreender

O coração de um poeta

Que aprendeu amar?

Daquela época

Quero apenas recordar

Dos momentos felizes

Que o tempo não pode apagar.

*Anderson Gouvêa*

***Eu e a lua.***

Chegou à noite,

Com ela a solitária lua,

Como eu só,

Sem poder acreditar,

A olhar o céu bordado de estrelas;

Não posso aceitar,

Assim como a lua solitária,

Sem ninguém para amar.

Umas e outras nuvens,

São levadas pelos ventos,

Juntas num grupo formando

Imagens de namorados.

Um balé clássico uma sinfonia de amor,

Levezas de movimentos flutuam no céu,

Num palco mais lindo,

Iluminado pela luz do luar.

É assim que também te vejo,

Através dos meus olhos apaixonados,

Como se fossemos ainda nos amar.

Eu a lua solitários e tão tristes,

Vimos o vento desmanchar a dança da paixão,

Que nos iludiu fez doer o nosso coração;

Assim como nossos sonhos de amor,

Que o vento levou.

*Cláudio D. Borges.*

***CONFISSÃO***

Feliz de mim quando tu vens

ao confessionário do meu coração

falar do amor que ainda me tens

onde perdestes tua própria alma

num labirinto de solidão...

Louvores ao amor que te absolve

e te devolve a paz e a luz e a calma

sempre que lhe dás a oportunidade

de reencontrar a tua alma.....

Bem-aventuradas são as almas

que confessam seu amor perdido

do qual nunca se perderam..

É preciso viver para perder-se

o quanto é necessário perder-se

para se encontrar na solidão...

Bem-aventuradas as nossas almas

separadas... Eis porque juntas,

jamais se perderão...

*Afonso Estebanez*

"Olho pra voce e me vejo. Olho pra voce e me sinto.

Olho pra voce e parece que nunca deixei de te olhar...

olho pra voce e percebo o que não percebia, que voava e nem

direção tinha, olho pra voce e te conheço e me reconheço 

no teu olhar,...Olho pra voce e vejo que o amor que te tenho está dentro do teu olhar...

*Dina Isserlin*

*AMOR E SONHOS*

https://mariakaty.blogspot.com.br/

Maria Catherine Rabello

Pernambucana, amante da poesia. “Amo minha vida e todos que fazem parte do meu mundo. Poesias são sonhos vividos, lembrados ou desejados. Poesia acalenta a alma e o coração. Sonhar é viver, viver feliz! Amo poesias, poesias de amor sempre! Sou sonhadora e feliz. Meus rabiscos são meus segredos, meu baú de sentimentos. Apresento lindas poesias de muitos corações iguais ao meu. Amar sempre!

Mais de Maria Catherine Rabello

Comentários

Leia mais...

Mais em Mundo da Poesia