Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

A grande imprensa usa e abusa do Fake News e os políticos querem censurar a internet?

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) entrou com um projeto no Senado Federal para regular a interação de internautas com grupos de Whatsapp, Facebook e outros aplicativos das redes sociais.

Os políticos brasileiros estão desesperados com o poder das redes sociais e com a influência que poderão exercer nas próximas eleições.

Setores autoritários da sociedade, que sonham com o dia em que o Estado domine por completo o cidadão brasileiro, não estão conseguindo lidar com a democracia da informação proporcionada pelo avanço tecnológico.

Sob o pretexto de combater as notícias falsas que circulam nas redes sociais, tentam, aos moldes de ditaduras socialistas, censurar o cidadão e impedir que a verdade possa circular livremente pela sociedade.

Perderam o monopólio sobre a informação, e, consequentemente, a sua capacidade de manipular o eleitorado, que antes era refém das notícias publicadas pela mídia tendenciosa, comprometida com a velha oligarquia política.

A Folha de São Paulo, seguida de perto pela revista Veja, são bons exemplos de empresas que teimam em praticar este tipo de atitude criminosa e anti-democrática.

O último ‘fake news’ publicado dava conta de que Jair Bolsonaro mandaria "metralhar" toda a favela da Rocinha no Rio de Janeiro.

O desespero da velha política tem sido patético.

Mal sabem eles, que a sociedade brasileira, cansada de viver em um país onde impera a mentira, a corrupção e a violência, já não se encontra mais tão vulnerável a este tipo de "informação".

Atitudes desleais como estas acabam é por beneficiar o candidato caluniado.

Precisamos ficar atentos. Isso é só o começo.

Tentarão de todas as maneiras nos calar e distorcer a realidade, com intenções inconfessáveis.



Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Médico anestesiologista, socorrista e professor universitário

Mais de Roberto Corrêa Ribeiro de Oliveira

Comentários

Notícias relacionadas