Adianta apenas dar combate aos bandidos?

Aqui no Rio nós falamos muito da necessidade de colocar a bandidagem atrás das grades, ou na melhor das hipóteses, debaixo das lápides. Entretanto, não acredito que essa seja a única forma de dar combate à criminalidade. Ainda falta ao Brasil muito da inteligência, ou pelo menos interesse em investigar de forma inteligente.

Sem uma investigação inteligente, a neutralização dos bandidos não passará de uma ação imediatista, populista e que servirá somente para saciar os anseios imediatos da sociedade. É preciso mais.

Nos Estados Unidos o trabalho principal do FBI é fazer o levantamento da rota percorrida pelo dinheiro do narcotráfico, para então bloquear o acesso a esse dinheiro, enfraquecendo e vulnerabilizando as grandes quadrilhas.

Não posso acreditar que os milhões de reais gerados com o tráfico de drogas e com os roubos de carga são guardados embaixo de colchões em favelas. E também não é uma tarefa fácil tornar esse dinheiro legal. Nunca se pensa no seguinte: Quem recebe? quem limpa esse dinheiro? Pra onde vai toda essa grana? Opa! Aí já estamos entrando numa área que definitivamente não interessa aos políticos. Se mexer nisso, muito coelho vai sair dessa cartola, junto com gambás e até cangurus.

Uma vez que a rota percorrida por essa grana seja levantada, e quem são os seus destinatários (e recebedores intermediários), será mais fácil desmontar todo o mecanismo do crime, engrenagem por engrenagem.

O tráfico de drogas alimenta o tráfico de armas, que aparelha o roubo de cargas e assim por diante. A quantia de dinheiro envolvida nisso é algo que sequer imaginamos. Mas muita gente lucra, e muito. Quem? O Zé Ruela que ganhou um poder lá no morro? Não... Esse só fica com uma ínfima porcentagem. Que empresas ou instituições limpam essa grana?

O fato é que aqui ninguém investiga, porque é bem capaz de as pontas de recebimento estarem dentro de partidos, do Congresso Nacional e até das instituições mais insuspeitas.

Sabe quando isso vai acabar num país que tem a corrupção como sua principal característica?

NUNCA!

Me desculpe, General Braga Netto. O senhor pode até ser bem intencionado e eu acredito nisso. Só que infelizmente não vai conseguir fazer muita coisa, porque não vai chegar nos verdadeiros donos do negócio.

No máximo vai acalmar as coisas pra conter os abusos daqueles que são os operários do crime.



Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários