Lindbergh, o malandro com amnésia, pediu intervenção no Rio no governo Lula

No governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, precisamente no ano de 2004, o petista Lindbergh Farias pretendia obter o poder no Rio de Janeiro. Para tanto, defendeu com veemência a intervenção federal no estado.

Naquela época, sem sombra de dúvidas, a situação era bem mais amena do que atualmente. A questão era meramente política. Era a busca petista insaciável pelo poder.

A intervenção seria, de acordo com a vontade do PT e de Lindbergh, no governo do estado, não setorizada, afeita apenas ao setor da segurança pública, como a realizada pelo atual governo, com a concordância do próprio governador.

Atualmente, o mesmo Lindbergh, é absolutamente contra a intervenção.

Nesta terça-feira (20) ele ocupou a tribuna do Senado para fazer um feroz e virulento discurso contra a medida.

Sem entrar no mérito da questão, é impressionante a mudança de posição.

O PT e os petistas são infames e totalmente incoerentes.

Não sustentam palavras, nem posições.



da Redação

Comentários

Mais em Política