O novo cavalo de Troia

Quem conhece a história sabe muito bem o que significa a expressão 'cavalo de Troia'.

Trata-se de um imenso cavalo de madeira usado pelos gregos durante a Guerra de Troia, como um estratégia decisiva, para a conquista da cidade fortificada de Troia, a qual pertencia aos troianos.

Sabendo que as muralhas de Troia eram impenetráveis, os gregos construíram este imenso cavalo com os restos das embarcações e dentro dele abrigaram um grande número de soldados.

Durante a noite, os gregos deixaram o "cavalo de Troia", em frente aos portões da impenetrável muralha.

Ao verem o imenso cavalo, os troianos pensaram que fosse o presente de um Deus, após o primeiro combate com os gregos, ocorrido no dia anterior.

Ingênuos, os troianos abriram os portões da muralha e arrastaram o imenso cavalo de madeira, para dentro da cidade de Troia, para que ao amanhecer, todo povo troiano contemplasse o presente divino.

Ao cair da noite, com os troianos dormindo, os soldados gregos saíram de dentro do cavalo de madeira, dominaram as sentinelas troianas, abriram os portões da muralha, para que o exército grego tomasse a cidade de Troia.

Eis a real definição de Raul Jungmann, um verdadeiro "cavalo de Troia".

Histórico oPorTunista, extremamente volátil e perigoso. Aliás, tão perigoso que defendeu de forma bem enfática que na intervenção federal militar no RJ, lamentavelmente, não se alcançará poder de polícia ao Exército.

Em síntese, Jungmann PlanTou no colo do Exército uma verdadeira "bomba".

Se o Exército não resolver o problema, será culpado dos erros da intervenção federal militar. E, se resolver, como terá de deter baderneiros, vândalos e criminosos, também será culpado, porque realizou as detenções, sem o poder de prender.

Tudo é questão de tempo, para isso se constatar.

Jungmann não PlanTou uma bomba com estopim, TNT e fogo, como realizavam os comunistas, ao se oporem de forma "sedizente" revolucionária contra o sistema, ou seja, ilegal, haja vista que violavam a ordem e as Leis. Mas, o fez com o a "tinta vermelha" de sua caneta, com poder infinitamente mais letal.

Entretanto, agora Jungmann está no aí, no poder, como Ministro da Defesa, "bancando de grande estadista". Um estadista de araque, isso sim.

No passado era um comunista que, como todo comunista, ajudou a degradação das instituições brasileiras a chegar ao nível em que chegaram, com as medidas populistas miraculosas e autofágicas, as quais sempre são pagas, mediante o aumento da carga tributária, ou seja, pelo povo e pelo bolso do cidadão de bem que trabalha de sol a sol.

Lógico, isso sem falar que tais medidas não passam de verdadeiras "bolsas letargias", as quais em vez de retirar, mantiveram o cidadão no estado de miséria e de pobreza, propositalmente, para fazer deste estado, uma moeda de troca, a ser paga, nos currais eleitorais, pelos miseráveis ou pobres que não possuem condições de discernimento.

Ao meu ver Raul Jungmann não passa do novo "cavalo de Tróia" de Michel Temer.

Ambos com pretensões manifestamente eleitoreiras, para dar continuidade o atual governo, que não passa de um tampão de bueiro, do governo mais sujo e corruPTo que a história do Brasil já registrou, caPiTaneado por Dilma Rousseff e antecedido pelo guru-mor da bandidagem chamado Lula.

Não duvido que dentro deste novo "cavalo de Troia" outros "soldados", diga-se de passagem, muito "voluntariosos", andem querendo "colaborar", sorrateiramente, a exemplo de Aloysio Nunes, atualmente, Ministro das Relações Exteriores, mas que se trata de outro comunista histórico, muito conhecido em outros tempos como "o motorista", certamente em "homenagem" ao seu chefe, quem seja, o bandido Marighella, o qual a história dispensa aPresenTações, por se tratar de alguém sem quaisquer predicados o predicativos a serem mencionados.

Se Jungmann e sua PaTota forem exitosos, será o maior êxito que o comunismo já obteve no Brasil, qual seja, se manteve no poder, utilizando o Exército para suas manobras, através do falso argumento do patriotismo.

Verdade seja dita, que de patriotismo não tem é nada e de letal PaTriotismo tem é muito.



Pedro Lagomarcino

Advogado em Porto Alegre (RS)

Siga-nos no Twitter!

Mais de Pedro Lagomarcino

Comentários