Cármen Lúcia se isola para suportar a pressão em favor de Lula

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) ministra Cármen Lúcia, decidida a não pautar como medida de urgência, o habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, vive momento de extrema pressão.

Outros ministros, autoridades das mais diversas, pessoas influentes e advogados estão fazendo o cerco.

A ministra não quer que o seu período a frente do STF fique marcado por ter impedido a prisão de um réu da estirpe de Lula, um réu condenado em 2ª instância, que os seus defensores tresloucados buscam insanamente mudar o entendimento da corte apenas para beneficiá-lo.

Para tanto, a presidente do STF tem evitado reuniões e buscado o isolamento, dando mostras de que não irá ceder.

Vamos aguardar, mas a pressão é desmedida.

Tem muita gente que não quer que Lula seja preso e punido.

Na quarta-feira (28) tem sessão do TRF-4. Caso os Embargos Declaratórios sejam julgados, na sequência já será expedido o mandado de prisão.



da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça