Sepúlveda, ao lado de Zanin, estreia na defesa de Lula com derrota

Lula, mais próximo da cadeia.

Atuando na tribuna da defesa o ex-ministro Sepúlveda Pertence fez a sua estreia em sua mais rentável causa, defendendo o Habeas Corpus preventivo em favor de seu famoso cliente.

Independente do resultado final, vez que o julgamento ainda está em andamento, Sepúlveda, ora advogando para o réu Luiz Inácio Lula da Silva, já tem como certa a sua primeira derrota na causa.

Dos cinco ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ), três já votaram denegando a ordem, o que pelo menos estabelece a maioria em desfavor do ‘paciente’ Lula

O relator Félix Fischer negou o Habeas Corpus. 1 a 0.

O segundo a votar, ministro Jorge Mussi, após citar inúmeros precedentes de pedidos de liberdade preventivos já negados pelo STJ, acompanhou o relator. 2 a 0.

O ministro Reynaldo Soares da Fonseca, o terceiro a votar, definiu o revés em desfavor do meliante petista. 3 a 0.

Lula está bem mais próximo da cadeia.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça