Justiça barra nomeação de filho de deputado tatuado

A recompensa que o deputado tatuado Wladmir Costa recebeu por sua fidelidade ao presidente Michel Temer, acaba de ser frustrada por uma decisão judicial.

O filho de Wlad, um garoto de apenas 22 anos, que nunca trabalhou, não tem curso superior e tampouco qualquer experiência, foi nomeado para exercer no estado do Pará a função de Delegado Federal da Secretaria Nacional do Desenvolvimento Agrário.

Assim, como dito acima, sem qualquer experiência, sem formação adequada e sem nível superior, o filho do tatuado iria gerenciar recursos na ordem de R$ 100 milhões.

Porém, liminar deferida pela Justiça Federal, suspendeu a nomeação do jovem Yoraan Costa.

Na decisão, a juíza Mariana Garcia Cunha entendeu que o rapaz não tem qualificação para o exercício da função.

Mais uma ato de profunda irresponsabilidade do atual governo.




da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política