Suécia quer detalhes sobre crime de Lula e deve indeferir testemunho do 1º ministro

O pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no sentido de que seja ouvido como sua testemunha o primeiro-ministro sueco Kjell Stefan Löfven, no processo sobre a venda de caças suecos, desvendado pela Operação Zelotes, é meramente protelatório.

Trata-se de crime praticado por Lula em mais um caso de recebimento de propina em que o envolvimento do petista está evidenciado.

O ex-presidente é réu, juntamente com seu filho Luís Cláudio Lula da Silva, o Luleco, acusados de participarem de um esquema para favorecer a empresa Saab na venda de 36 caças ao Brasil.

Para postergar o processo, o advogado Cristiano Zanin pediu a oitiva do premiê sueco, que evidentemente nada sabe sobre o assunto.

Não é pra menos. A maracutaia de Lula foi feita com a Saab, uma empresa privada.

Diante disso, autoridades suecas pediram à Justiça brasileira informações complementares sobre as acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que possam decidir sobre o depoimento do premiê Kjell Stefan Löfven.

Fatalmente será indeferido.

A defesa de Lula mais uma vez age com absoluta irresponsabilidade e falta de ética, tão somente para ganhar tempo.




da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Internacional