PSOL resolve acionar o CNJ contra magistrada que afirmou que Marielle foi eleita pelo CV

O PSOL, partido a qual a vereadora Marielle Franco era filiada, anunciou neste sábado (17) que irá ingressar com representação junto ao Conselho Nacional de Justiça contra a desembargadora Marília Castro Neves do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que afirmou nas redes sociais que a parlamentar assassinada estava ‘engajada com bandidos’.

A magistrada afirmou ainda que Marielle foi eleita pela facção criminosa Comando Vermelho e teria sido morta por ter descumprido ‘compromissos assumidos com seus apoiadores’.

A representação será protocolada ainda esta semana.

Veja abaixo o que a desembargadora publicou:





da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça