GENERAL MANDA DURO ALERTA AO STF: "Cumpro o dever alertá-los para o risco de brincar com a passividade do povo"

Cumpro o dever alertá-los para o risco de brincar com a passividade do povo

O SILÊNCIO DO LOBO E A CÓLERA DAS MULTIDÕES

Caros amigos

Não sei o que temem ou a quem servem os Ministros do Supremo Tribunal Federal. Obviamente, entre as possíveis respostas não está o povo brasileiro e, com certeza, seja o que ou quem for, estão equivocados nas escolhas.

Após o ultimo espalhafato, deram-se tempo - até 4 de abril. Espero que o usem para meditar sobre os riscos de fazer "jogadas retóricas" com as filigranas da lei e com a lógica da vontade e da atenção de uma nação "subtraída", mas não mais tão “distraída".

A Suprema Corte brasileira tem a cara hipócrita da esquerda fabiano/bolivariana que a concebeu em relação incestuosa com os corruptos, de todas as cores, homiziados no Senado Federal.

Em grande parte das vezes, o resultado final do que decidem seus ministros não reflete outra virtude além da gratidão aos que lá os colocaram, deram altos salários, prestígio indevido e ares de notável saber jurídico, sejam eles bandidos condenados ou ainda a ser.

Cumpro o dever cívico e cristão de alertá-los para o risco de brincar com a passividade do povo e com a paciência de quem, em silêncio, apenas observa e avalia, porque, quando o futuro e a segurança da Nação estão em jogo, tanto quanto o silêncio do lobo, a passividade pode, num repente, dar lugar à cólera das multidões.
Gen Bda Paulo Chagas

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Sociedade