Pretensão de Lula, com o apoio do STF, é garantir a impunidade e rasgar a lei da Ficha Limpa

O futuro do país está nas mãos da sociedade.

O Supremo Tribunal Federal já demonstrou claramente que é incapaz de garantir o mero cumprimento da lei.

A insegurança jurídica reina no país, pois o entendimento do STF que todos os tribunais do país deveriam ser obrigados a seguir, o próprio STF não segue.

O jornal ‘O Globo’ em editorial publicado neste sábado (24) foi cirúrgico com relação a esta questão:

“O STF emitiu um cheque jurídico em branco para o ex-presidente. Vai-se formando a percepção de que a maioria do Supremo passa a tratar Lula como se ele não fosse um homem qualquer”, diz o texto.
Para na sequência concluir: “Vencida a etapa do habeas corpus, as pressões recairão sobre o agendamento de duas Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADCs), a fim de mudarem a jurisprudência do cumprimento de pena a partir da segunda instância. Para que volte a ser o que era apenas entre 2009 e 2016: permitir que o condenado recorra a todas as instâncias. Significa reinstaurar a impunidade, pela quase certa prescrição dos crimes.
Tudo se encaminha para que Lula, com o habeas corpus no bolso, possa fazer uma incendiária campanha eleitoral, para pressionar o TSE a rasgar a Lei da Ficha Limpa e registrar sua candidatura ilegal.”
Ou o povo recobra o gigante que novamente adormeceu, ou a impunidade voltará a grassar livremente.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política