O golpe que os ministros pró-impunidade tramam para o dia 04 de abril

A ideia é não votar o Habeas Corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 04 de abril.

É isto que estão tramando, pois já perceberam que o deferimento do HC do meliante petista será um peso muito grande para a Corte suportar.

Em contrapartida, reanalisariam a jurisprudência sobre a questão da prisão em segunda instância.

Assim, beneficiariam todos os réus, inclusive Lula, e evitariam a propagação do incômodo ‘princípio Lula’.

Para tanto, precisam mexer na pauta do Supremo Tribunal Federal e ai tem novamente o confronto com a ministra Cármen Lúcia.

O que se vê de mais indecente nesse imbróglio é perceber inúmeros ministros trabalhando ativamente na tentativa de beneficiar um corrupto e lavador de dinheiro.

O que se vê de bom é a sociedade se manifestando em apoio a Lava Jato e contra a corrupção, de maneira a constranger os indecentes.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça