Os “suspeitíssimos” tiros na Caravana da Vergonha

O PT é infame e nem um pouco confiável. Lula, Gleisi, Paulo Pimenta, Dilma Rousseff, entre outros, representam o substrato mais nojento da politicagem brasileira. São todos eles o suprassumo da falta de escrúpulos e da indecência.

De outro lado, o povo da região Sul reagiu com extrema indignação a indecorosa e espúria ‘Caravana da Vergonha’.

Vaiou, xingou, fechou estradas, jogou ovos e jogou esterco. Entretanto, em momento algum, partiu para a violência, a agressão. E tudo foi filmado e divulgado nas redes sociais.

A violência partiu sim, dos seguranças fortemente armados do meliante Luiz Inácio Lula da Silva, que agrediram na segunda-feira (26) um jornalista e diversos manifestantes anti-PT.

Curiosamente, logo após esta covarde agressão, os petistas denunciam um atentado a sua caravana.

Tiros teriam sido disparados no percurso entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná. Os tais tiros do ‘atentado’ atingiram tão somente a parte da lataria dos ônibus.

Dilma, a insana, trata o caso como ‘atentado contra Lula’.

Gleisi, a louca, aquela moça que também está na iminência de ser presa, declarou: ‘Querem matar Lula’.

Lula não estava em nenhum dos ônibus. Estava num helicóptero.

O momento do suspeitíssimo atentado ninguém teve a perspicácia de filmar.

Ora, também pudera, aconteceu em plena estrada, com os ônibus em pleno movimento.

A prova do crime são os furos na lataria dos veículos, mas o tal homem que queriam matar, nem estava presente, voava tranquilamente no helicóptero de um amigo.

É a velha prática de criar fatos para se vitimizar e esconder os seus próprios podres.

Parece óbvio que tudo foi forjado.

Assim funciona o PT.

Que nojo!

Amanda Acosta

Articulista e repórter
[email protected]

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas