Escondido no sindicato dos metalúrgicos, Lula resolve falar, mente e ataca Moro

Lula resolveu falar ao jornalista petista Kennedy Alencar.

A tática é atacar o juiz Moro.

Lula disse que Moro tomou a decisão de pedir sua prisão, em razão da apresentação em Brasília do pedido de liminar ao ministro Marco Aurélio Mello, no âmbito da declaração de constitucionalidade sobre segunda instância, ao qual o ministro tinha se mostrado favorável.

Lula mente desavergonhadamente.

Moro não decidiu nada. Não lhe cabia qualquer decisão.

A decisão da prisão do meliante petista partiu do TRF-4, antes mesmo que fosse noticiado o pedido de liminar ao ministro Marco Aurélio.

Moro apenas cumpre uma determinação do tribunal.


"O sonho de consumo desse pessoal e do Moro é me manter pelo menos um dia preso. Moro aposta na radicalização. Mas estou calmo e sereno", disse Lula.
Outra mentira. Lula, covarde, está com medo, está tremendo e totalmente desesperado.

Ontem (5) e durante a madrugada de hoje, no ato em frente ao sindicato, ele foi incapaz de sair de dentro da sede para falar aos militantes que o aguardavam.

Preferiu dormir e sonhar com uma liminar salvadora.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política