Cármen Lúcia não cede à choradeira e coloca liminar que favorece Lula na fila

O pedido de liminar realizado por Antônio Carlos de Almeida Castro, o “Kakay”, ao ministro Marco Aurélio Mello terá de entrar na fila de pautas do STF.

Como já noticiado pelo Jornal da Cidade Online, Kakay foi denunciado pelo próprio presidente do PEN, que não deu consentimento para que o pedido fosse realizado.

Cármen Lúcia pautou para a pŕoxima quarta-feira os habeas corpus de Antonio Palocci e Paulo Maluf.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política