Vandalismo em imóvel de Cármen Lúcia foi ordem de Stédile, que manda manter “resistência” (Veja o Vídeo)

O vandalismo praticado contra um prédio onde a ministra Cármen Lúcia é proprietária de um apartamento em Belo Horizonte (MG) teria sido determinado por João Pedro Stédile, líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

É o tal ‘Exército de Stédile’ ao qual Lula havia se referido na época do impeachment de Dilma Rousseff.

O tal ‘exército’ é na realidade sorrateiro e covarde e só ataca de surpresa.

O vandalismo praticado em BH é inexplicável e totalmente sem sentido.

O MST assumiu o ato em sua página no Facebook.

Em vídeo publicado neste sábado (7) o delinquente do MST mandou um recado para os seus liderados, no sentido de que a ‘resistência’ deve prosseguir.

Por ‘resistência’ entenda-se ‘vandalismo’.

Esse sujeito deve ser freado urgentemente.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política