O bom salário da professora que “odeia burguês” e que resolveu "expor o pior" de si mesma ao fazer ameaças de morte

A professora doutora de História Medieval, Regina Jardim, da Universidade Federal de Pelotas, em cujo endereço de facebook apareceram mensagens de ódio de classe e de ameaças de "morte aos fascistas", traz num trecho:

"Meu ódio é revolucionário e é ódio de classe, sim. Odeio burguês. E você, cuide-se para saber de que lado está” (...) "Fascistas têm de morrer, um a um, e me inscrevo para essa missão".

A servidora ainda não se pronunciou sobre o caso. As postagens, que permaneciam no site até ontem à noite, quando a polêmica aumentou, foram apagadas

O salário da professora, disponível no site da Transparência, mostra que ela não pertence aos extratos mais pobres da população.

Ganha, bruto, R$ 15.806,58. Líquidos, mais de R$ 11 mil, valor muito acima da média da sociedade.

Para ter ideia, segundo o IBGE, mais de 80% das famílias pelotenses vivem com renda de até dois salários mínimos e meio, somados os ganhos de todos os familiares (R$ 2.500).

Fonte: Site Amigos de Pelotas

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Foco RS