Magno Malta pede inclusão ao seu nome do sobrenome de soldado assassinado (Veja o Vídeo)

Para contrapor a atitude dos senadores do PT, que incorporaram ‘Lula’ ao nome parlamentar, o senador capixaba Magno Malta teve uma iniciativa inusitada.

Esta semana, em pronunciamento realizado na tribuna do Senado, ele fez um requerimento verbal à mesa para que doravante seja tratado pelo seguinte nome: Magno Malta Moro Bretas Soldado Miller.

O objetivo é homenagear os juízes Sérgio Moro e Marcelo Bretas, responsáveis pela Operação Lava Jato em Curitiba e Rio de Janeiro, respectivamente, e o soldado Afonso Miller da Costa Mello, de apenas 23 anos, vítima de um atentado no dia 20 de março em Vila Velha (ES). Os autores do crime, de acordo com as investigações, foram dois menores, de 15 e 17 anos, que responderão pelo ato infracional análogo ao crime de homicídio qualificado.

Os dois foram reconhecidos pelo militar que estava com a vítima. O responsável pelo disparo que atingiu o PM foi o adolescente de 15 anos.

Enquanto os petistas adotam o nome de um criminoso condenado, Magno Malta optou pelo nome de um soldado assassinado. Um herói anônimo que trabalhava diuturnamente zelando pela segurança da sociedade.

Veja o discurso do senador:

Abaixo, um vídeo com as homenagens póstumas realizadas pela Polícia Militar do Estado do Espírito Santo.

O funeral do soldado Afonso Miller da Costa Mello teve honras militares, salva de tiros e pétalas de rosas que foram lançadas de um helicóptero da PM.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política