Obstinado, Cunha montou escritório dentro do presídio

Podem dizer o que quiser do ex-deputado Eduardo Cunha, mas ninguém pode deixar de reconhecer a sua obstinação em busca de seus interesses, nem sempre elogiáveis, por vezes inconfessáveis.

Na cadeia, Cunha tem se dedicado a estudar o seu processo.

Ele quer provar que os três delatores que mais o incriminaram – Júlio Camargo, Fernando Baiano e Lúcio Funaro - mentiram.

O ex-deputado, responsável direto pelo impeachment de Dilma Rousseff e pela decadência do PT, está fazendo um minucioso trabalho para tentar demonstrar que não participou de reuniões mencionadas nas delações.

Em alguns casos, ele já teria conseguido detectar que sequer estava na cidade no dia em que reuniões mencionadas nas delações foram realizadas.

Cunha pretende fazer uma verdadeira reviravolta em seus processos, comprovando supostas mentiras e colocando os delatores novamente na prisão.

Fonte: Jornalista Claudio Humberto

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça