Na véspera do retorno ao xilindró, Zé ressurge das cinzas e difamante, ataca Moro

O criminoso José Dirceu, ora em liberdade graças a um absurdo praticado pela 2ª turma do Supremo Tribunal Federal – aquela composta por Gilmar, Levandowski, Toffoli e Celso de Mello – reapareceu na noite desta segunda-feira (16) e teve a ousadia de empunhar um microfone para atacar o juiz Sérgio Moro.


“Meus companheiros de cela muitas vezes, pela inocência, se desesperaram, e eu falei: ‘Está vendo esse cisco?’ É o Moro’. Ele não é nada, é um instrumento. O aparato policial judicial é um aparato de perseguição política.”
Perseguição política na linguagem de Dirceu é sinônimo de roubalheira, corrupção e propina.

Nesta quinta-feira (19), o plenário do Supremo Tribunal Federal julga o caso desse infame meliante petista.

É certamente o retorno para o xilindró, de onde jamais deveria ter saído.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política