Versão comunista de camisa da seleção recebe proibição via judicial

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acaba de ‘proibir’ a venda da versão ‘comunista’ da camisa da seleção.

O modelo de cor vermelha, com foice e martelo, criado pela designer Luísa Cardoso, vinha sendo divulgado nas redes sociais e havia alcançado enorme repercussão negativa.

Diante disso, a CBF notificou judicialmente a designer, determinando a retirada do material que já foi publicado nas redes sociais e proibindo a sua produção e comercialização.

A logomarca que vinha sendo utilizada no produto – CBD – segundo a CBF também é de sua propriedade.

A designer já respondeu a notificação e prometeu atender a entidade.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Esportes