Paulo Henrique Amorim, na ânsia de defender o crime, ofende Cármen Lúcia (Veja o Vídeo)

O jornalista Paulo Henrique Amorim perdeu definitivamente a noção do ridículo.

Um bom jornalista, independente de suas relações pessoais, não pode criticar por criticar, ou criticar para justificar seus ganhos. Tem que primar pela coerência e não tentar impor as suas vontades.

Fica pior quando parte para a ofensa gratuita, despropositada e sem noção.

Torna-se desprezível quando é contra uma mulher da envergadura moral da ministra Cármen Lúcia.

Paulo Henrique Amorin, na ânsia de defender o crime e o meliante petista, tornou-se um fracasso retumbante.

Veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça