Lindbergh tem novamente os bens indisponíveis por farra com o dinheiro público

No ano de 2005 o atual senador petista exercia o mandato de prefeito de Nova Iguaçú, no Rio de Janeiro.

Sua gestão foi marcada por diversos problemas e incontáveis denúncias de irregularidades, bem ao estilo PT.

Um dos casos envolve um convênio firmado no ano mencionado entre a prefeitura e uma tal Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ).

Na época, foi firmado um contrato, com dispensa de licitação, para realizar a Bienal do Livro no município.

Há indícios de que a fundação causou prejuízos de mais de R$ 1 milhão.

O senador e a instituição respondem esse processo.

Porém, passados 13 anos da ocorrência da bandalheira, o processo ainda se arrasta na 1ª instância.

É a terceira vez que a Justiça determina o bloqueio dos bens do senador.

Por essas e outras que a República de Curitiba é efetivamente diferenciada.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política