Homem, vítima de tentativa de homicídio, em frente ao Instituto Lula, fala pela primeira vez (Veja o Vídeo)

O administrador Carlos Alberto Bettoni, agredido em frente ao Instituto Lula no dia 5 de abril, finalmente está em casa.

Nesta terça-feira (1º), ele deu suas primeiras declarações sobre o que ocorreu:

“Sofri um injustificado atentado contra minha vida protagonizado por pessoas covardes, as quais estavam em maior número e não mediram esforços para verem concretizados seus respectivos intentos, e o resultado pior, que seria minha morte, não ocorreu por fatos alheios à vontade delas.”
Parece óbvio que Bettoni foi vítima de Tentativa de Homicídio, e não Lesão Corporal como quer a defesa dos petistas autores do crime.

O empresário, após a discussão, foi empurrado e bateu a cabeça em um caminhão que passava pela rua.

Dois dos autores da agressão já foram ouvidos pela polícia e, pasmem, alegaram Legítima Defesa.

Trata-se do ex-vereador Maninho do PT, candidato (derrotado) à prefeitura de Diadema e seu filho Leandro Marinho, ambos atualmente seguranças do senador Lindbergh Farias.

Lindbergh estava presente no momento da ocorrência, participou da discussão com a vítima e teria consentido a ação de seus funcionários ou, pelo menos, nada fez para impedi-la.

Quem conhece o temperamento do senador sabe que ele pode ter no mínimo ignorado a ação de seus brutamontes.

Veja abaixo um vídeo com uma reportagem realizada na época dos fatos:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia