Na "Indústria das Invasões" quem paga a conta é você...

✔ O dono do prédio (geralmente em péssimas condições) não consegue mais alugar suas unidades e tem prejuízo para manter seu imóvel desocupado.

✔ O "dono" do prédio convida uma ONG de sem-tetos (um MST da vida) para invadir seu prédio. Ou simplesmente deixa que invadam.

✔ Se o "dono" do prédio for o governo, melhor ainda!

✔ A ONG invade o prédio vazio e cobra "aluguel" de miseráveis (desde moradores de rua até imigrantes ilegais). E ainda fatura "politicamente" com a propaganda.

✔ Depois, a ONG entra com pedido de usucapião.

✔ A prefeitura (que quer ficar bem na foto) declara prédio "de interesse social" e o desapropria mediante pagamento de indenização para o proprietário.

✔ Proprietário entra na Justiça para revisar o valor da indenização e ganhar mais.

✔ Sem-tetos vão ficando no local e transformam o prédio invadido em favela vertical.

✔ Corpo de Bombeiros vistoria o imóvel e decreta que ele não tem condições de moradia e que pode sofrer incêndio a qualquer momento. Desocupação é recomendada.

✔ ONG de sem-tetos (PASMEM!) levanta liminar na Justiça para manter moradores no prédio condenado.

✔ Quando não pega fogo ou desaba, prédio é finalmente "comprado" pela Prefeitura, que o doa à ONG invasora por convite.

✔ Indenização é paga ao antigo proprietário, que racha a grana com a ONG.

No fim das contas, só os "sem teto de verdade" e você (que paga imposto) que vão pagar alguma coisa nessa história toda.

Parabéns! Você acaba de aprender como funciona a indústria das ocupações, que somente na região central de São Paulo possui cerca de 150 prédios.

E nenhuma autoridade faz NADA pra acabar com isso!

(Texto circula nas redes sociais, sem indicação de autoria)

Nota da Redação: Diante da relevância do assunto, o Jornal da Cidade Online resolveu publicar.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política